Cásper segura bixo-papão da Liga Paulista

Equipe poderia até sair vitoriosa com gol de Vina, mas cedeu o empate por 1×1

Duda Mendonza
Assessoria de Imprensa

Na tarde deste último domingo, a equipe de Futebol de Campo enfrentou a forte equipe da Fefisa. Famosa por apresentar elencos de altíssima qualidade em qualquer modalidade e ter presença massiva de representantes na seleção da Liga Paulista, a Fefisa se viu barrada por uma Casper Líbero que começa a resgatar o espírito da equipe campeã do Juca deste ano.

Desfalcado por Cauê e Espiga, o Exército Vermelho se fechou em seu campo de defesa, prevendo as perigosas investidas da Fefisa. A tática de do técnico Ademir parecia estar dando certo no primeiro tempo e a Cásper abriu o placar em chute despretensioso de Vina. O volante (vulgo: Colete) viu o “morrinho artilheiro” livre de marcação e acertou um belo passe, na medida, para que a superfície irregular do campo da Vila São José se encarregasse de surpreender o arqueiro do ABC no contra-pé: 1×0.

A linha de três volantes composta por Negão, Piu e o próprio Vina, conseguiu segurar o ataque adversário até os 30 minutos da primeira etapa. Foi quando Guiga, erroneamente, recebeu o segundo amarelo na partida e foi para o vestiário, deixando os Reds com apenas 10 homens em campo.

Prevendo o pior, Nego Lui se levantou do banco e começou a provocar o atacante Ariel, na tentativa de eliminar a vantagem numérica adversária. Deu certo. O bate-boca dos dois foi percebido pelo bandeira, que prontamente indicou a expulsão de ambos ao juíz da partida.

Novamente com igualdade numérica, a Cásper só dependia de si para segurar o placar até o apito final. Mas antes mesmo do fim da primeira etapa a Fefisa chegou ao empate com um rápido contra-ataque pela esquerda.

No segundo tempo, a Cásper manteve a mesma postura defensiva e nenhuma das equipes conseguiu levar perigo às metas. Final: 1×1.

Resenha Pós-Jogo

Após o apito final, Negão pôde matar sua fome de gol. Contudo, ao invés de guardar uma bola nas redes, guardou o bom e velho espaguete de sua tia “Dona Negona”, que não lhe cobrou o pagamento pela refeição. O capitão Piu decidiu entrar na brincadeira também e conseguiu, assim como o artilheiro do Zimbabwe, filar uma bóia isento de cobrança (mas a sua era uma lasanha).

Já que o assunto era pechinchar, o pescador Vítor, em mais uma de suas famosas fábulas, contou sobre seu poder de persuasão para comer outros tipo de comida sem gastar um centavo sequer. Para finalizar, o prof. Ademir, com seus gritos ensurdecedores a cada gol do Grêmio, traumatizou as jovens criaturas que se aglomeravam nos arredores da Vila São José.

A equipe da Paulista entra em campo novamente no próximo domingo, dia 27/09, contra a FECAP. A partida será realizada na mesma Vila São José, às 13h00.

Colaboraram: Paulo e Gué

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: