Sobre a convocação do Felipão para a Copa das Confederações 2013

maio 15, 2013
Seleção Brasileira CBF

Seleção Brasileira CBF

Luiz Felipe Scolari divulgou a lista com os 23 convocados que irão defender a Seleção Brasileira na Copa das Confederações 2013. Obviamente que muitos discordam com os nomes e acham um absurdo que fulano ou beltrano tenha ficado de fora. Eu não seria diferente. Trocaria uns 5 da lista, pelo menos. Mas o que me deixa indignado de verdade é a postura da torcida brasileira em relação a sua seleção. É incrível como ainda tem gente que acha que temos a melhor seleção do mundo e que somos obrigados a dar espetáculo contra todas as equipes que enfrentamos! Não adianta vaiar, não adianta cobrar. Temos que ter o pé no chão e fazermos nosso papel: torcer. A verdade é que as chances de conquistar a Copa das Confederações e a Copa do Mundo são realmente pequenas. E essas chances só começarão a aumentar quando começarmos a incentivar nossos jogadores e transmitir essa energia positiva para eles. Vaiar, xingar, gritar olé quando o adversário está com a bola não vai adiantar nada. Vai apenas ter o efeito contrário. Não é segredo para ninguém que faz tempo que o futebol da nossa seleção não encanta e que os jogadores estão fazendo um trabalho ruim. Mas nós como torcedores estamos fazendo um trabalho pior ainda! Se tivesse uma Copa do Mundo onde as torcidas competem entre si, o Brasil não passava nem das eliminatórias.

Portanto, menos criticas e mais incentivo. Vai Brasil!

Anúncios

Nem Ganso, Nem Neymar

maio 11, 2010

Concordo com o Dunga. Apesar de todo o oba-oba que os “Meninos da Vila” causaram com futebol que dá gosto de assistir, o técnico da Seleção preveniu atletas, imprensa e torcida de voltarem ao modelo que fracassou em 2006.

Dunga foi colocado à frente da equipe nacional com um objetivo principal: resgatar o orgulho de vestir a amarelinha. Para isso, foram necessários árduos quatro anos para formar o elenco ideal que irá disputar a Copa do Mundo na África do Sul. Com uma ou duas exceções, todos os integrantes da lista de Dunga são jogadores considerados “mais ou menos”, “não renomados”, “não decisivos”, etc. Coisa que em 2006, na Alemanha, tínhamos de sobra. Para cada posição havia um craque. Não deu certo.

O que vemos hoje é um grupo aplicado, disposto a defender a Seleção Canarinho com o próprio sangue se for preciso. Exatamente o que foi pedido à Dunga quando ele assumiu seu cargo atual. O que me faz voltar ao assunto do título: Neymar e Ganso, sem dúvida, são dois atletas fora de série e que, com certeza, possuem muito a oferecer e demonstrar. Contudo, provaram que também têm muito que aprender. É muito fácil ser considerado estrela no futebol hoje em dia. Saber lidar com esse rótulo é o que define se o atleta irá longe ou não. Para um ídolo ser tachado de vilão são dois palitos. Basta uma derrota aqui e ali, e lá se vai o oba-oba.

Os craques da Vila ainda não estão prontos para ir à uma Copa do Mundo. Se ao menos tivessem demonstrado esse futebol no ano passado, quando as lacunas ainda não haviam sido preenchidas por Dunga, talvez pintasse um teste em algum amistoso.

Enfim, os dois ainda são bastante jovens. Podem fazer história no futebol mundial. Mas precisam ter muito cuidado com suas atitudes dentro e fora de campo. Ser considerado estrela/ídolo não dá a ninguém o direito de ser prepotente. Atitude que já começa a fazer parte da personalidade dos dois (vide o comercial abaixo):

Seja ordem do patrocinador, ou não, Ganso e Neymar estão usando a camisa da Seleção. Podia ser uma camisa amarela, simplesmente. Mas o escudo da CBF se vê nitidamente nas cenas do comercial. Se os dois achavam que isso iria ajudá-los, se enganaram.

Quanto à lista dos convocados para defender a Seleção Brasileira na Copa do Mundo 2010 – África do Sul:

Goleiros
Júlio César
Gomez
Doni

Zagueiros
Lúcio
Juan
Luisão
Thiago Silva

Laterais
Maicon
Daniel Alves
Michel Bastos
Gilberto

Volantes
Gilberto Silva
Felipe Melo
Josué
Kléberson

Meias
Elano
Ramirez
Kaká
Júlio Baptista

Atacantes
Luís Fabiano
Robinho
Nilmar
Grafite

Existem atletas, que foram convocados durante o mandato de Dunga (portanto, aptos à uma convocação para a Copa), que mereciam estar aí (pelo futebol apresentado com a camisa amarela) bem mais do que alguns. Grafite e Gilberto, por exemplo. Tiveram poucas convocações e pouquíssimo futebol apresentado.

O único atleta que não foi convocado nestes quatro anos e que merece uma convocação, pela carência de alguém de confiança na posição, é o Roberto Carlos. Chegando perto dos 40 anos, demonstra ter mais pique que os “europeus” de Dunga e, de longe, joga muito mais bola que eles.